24 de março de 2015

Pousada gay Quatro Estações, em Santo Antônio do Pinhal (SP)

Qual paulistano nunca pensou em largar tudo e fugir do estresse de São Paulo e morar com mais tranquilidade no interior ou pelo menos ficar hospedado numa pousada gay por lá? Pelo menos uma vez na vida, isso passa pela cabeça de quem vive numa das cidades mais populosas do mundo. E, se puder unir isso a abrir o negócio próprio dos seus sonhos, a coisa começa a ficar ainda mais interessante, certo?

Poço dos Desejos e os 4 totens que deram nome à pousada, em frente à recepção - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

Poço dos Desejos e os 4 totens que deram nome à pousada, em frente à recepção – Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

Pois foi exatamente isso que fez com que o Adriano abandonasse sua carreira de sucesso num banco da capital há mais de 10 anos para abrir a Pousada Quatro Estações, uma pousada gay em Santo Antônio do Pinhal, ali pertinho de Campos do Jordão. Inicialmente aberta para ser exclusivamente gay, tem esse nome por conta de 4 totens que já estavam no lago da propriedade quando ela foi comprada (não tem nada a ver com a música de Sandy e Junior não, gente).

Como nós, bis, bem sabemos, fidelidade não é muito a praia dos gays num geral, ainda mais se tratando de hospedagem. Isso levou a Quatro Estações a abrir a porta também pros héteros, que hoje representam cerca de 80% dos hóspedes. Ainda assim, a pousada gay mantém prioridade aos LGBT e tem eventos gay only, quando fecha só para as bis se divertirem e descansarem, como Ano Novo, Carnaval ou aniversários (se for o caso, não deixe de reservar com antecedência).

Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

Pousada Gay

A cerca de 2h de carro de São Paulo, pousada é exclusiva para casais e extremamente romântica. Por esse motivo, não aceita crianças, o que só atrapalharia os vários pombinhos que procuram paz e tranquilidade. Essa, aliás, é a marca do local. Encrustada no meio da Serra da Mantiqueira, na divisa de São Paulo e Minas Gerais, e a uma certa distância do centro de Santo Antônio do Pinhal (mais fácil de acessar de carro), oferece um silêncio raro de encontrar e um contato bem próximo com vegetação e natureza tendo, inclusive trilhas pequenas dentro de seus terrenos.

Ou seja, você pode fazer a #BiPreguiçosa e a #BiAventureira num mesmo final de semana com seu boy. Vai fazer a trilha num dia bom, que dá até pra ver a Pedra do Baú, e depois descansar na banheira de hidromassagem que tem em boa parte dos chalés ou ao lado da piscina, caso você opte pelos chalés Standard. Mas fique tranquil@, você pode ter sua privacidade pois os standards, que não tem hidro, tem sauna. 😉

Nessas trilhas, você ainda pode se deparar com pés de acerola e outras frutas, que podem ser colhidas direto do pé. A flora da Quatro Estações ainda fornece ingredientes e temperos para o cardápio oferecido no Bistrô Seu Beneditú, o restaurante local e também na comida dos próprios funcionários, dando um exemplo de sustentabilidade. A área verde, pensada por paisagistas, tem árvores frutíferas, araucárias (que eu amo) e é formada, em sua maioria, por plantas da região, mas tem ao lado da churrasqueira/sala de jogos/piscina um mandacaru, por exemplo, que é uma planta do nordeste do Brasil.

Mesa de café-da-manhã na Pousada Quatro Estações - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

Mesa de café-da-manhã na Pousada Quatro Estações – Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

O café-da-manhã era bem variado, com leite, iogurte, bolos, pães, frios, manteigas, queijo cremoso, geleias, Nutella, sucos, café, achocolatados, frutas e dou destaque pra um pão que nunca tinha visto na vida, um pão de beterraba, que era bem bom e pro Toddynho. Gente, eles tem Toddynho no café! É muito amor, me ganharam aí! <3

Mas não pararam por ali. Tudo parece bem cuidado nos mínimos detalhes pra você ter uma estadia mega confortável. As cadeiras do Bistrô, onde é oferecido o café-da-manhã e demais refeições, por exemplo, são todas encapadas, aumentando o nível de “aconchegância” do local e os chalés contam com um guarda-chuva, pra facilitar seu deslocamento pela propriedade se estiver chovendo. Pensaram em tudo!

Até pra crise hídrica de São Paulo eles estão preparados. Uma mina de água garantiu que o abastecimento de água na pousada durante o pior estiagem de SP não fosse comprometido.

A vista do quarto (a hidro tava vazia porque usamos água de modo consciente, tá meu bem?) - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

A vista do quarto (a hidro tava vazia porque usamos água de modo consciente, tá meu bem?) – Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

Os quartos tem bastante privacidade, mas bastante luz durante o dia, fica extremamente gostoso. Mas minha preocupação era à noite, se ia ficar muito iluminado. Que nada! Fica tudo escurinho escurinho. E, quando comentei isso com o Adriano, ele me disse que era uma preocupação dele ter o teto retrátil acima da hidro, mas que não entrasse nem um fiozinho de luz à noite. Deu certo! As cortinas com blackout também ajudam a manter a escuridão que pode ser quebrada pelos abajures que conferem um clima baita romântico ao chalé.

Pra aumentar o romantismo, perto da recepção, ainda tem um Poço dos Desejos. É isso mesmo, bi, você joga ali suas moedas e seus desejos são atendidos. Tem que ter fé, claro! E, se o seu desejo incluir massagem, eles tem telefones de massagistas nos chalés e te ajudam a marcar lá pela recepção mesmo, pra você ter uma estadia bem zen e relax mesmo. Eles ajudam, aliás, com todos os passeios que você quiser fazer pelos arredores da pousada.

Vista do chalé Master Top na Pousada Quatro Estações, em Santo Antônio do Pinhal - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

Vista do chalé Master Top na Pousada Quatro Estações, em Santo Antônio do Pinhal – Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

Arredores

Se você quiser ficar o final de semana todo na preguiça aproveitando a infra da pousada, é perfeitamente possível, mas a gente é muito legal e vai dar dicas pra você aproveitar também o que a cidade oferece. Rá!

Pico Agudo – uma ótima pedida pra quem curte aventura, pois além da estradinha sacolejante que leva até o Pico (se seu carro for rebaixado, bi, você terá probleminhas), que você sobe em primeira marcha, é de lá que parte o voo livre de paraglider, parapente ou asa delta, que oferece uma vista incrível da Serra da Mantiqueira. E se, assim como eu, você ficou se perguntando como vai fazer pra buscar seu carro lá em cima caso resolva pular, relaxa que é tudo esquematizado, eles tem um serviço chamado “resgate”, mas tranquiliza, bi, que é só pra levar você lá pra cima de novo, a 1.703m de altura. Mas a visita ao Pico, que fica a 9km do centro e é o principal ponto turístico, é gratuita. 😉 Saiba mais no site oficial.

Estação Eugênio Lefèvre e Mirante da Santa – parada tradicional do bondinho que vem de Campos do Jordão. Uma estação antiga que abriga trens vindos de Campos e que pra lá retornam ou que fazem a rota turística entre Pindamonhangaba e Campos. Fica a 4km de Santo Antônio do Pinhal e a 1.162m de altura tem um café com doces gostosos, loja de artesanato e mel, além de uma estufa nos fundos. É ali também o Mirante Nossa Senhora Auxiliadora (ou Mirante da Santa), de onde se tem uma vista de tirar o fôlego do Sul de Minas, do Vale do Paraíba e da Serra da Mantiqueira, com acesso gratuito, funcionando todos os dias entre 8h e 18h.

Cachoeira do Lageado – Fica a 8km do centro, tem queda de d’água de 18m de altura e oferece estrutura com banheiros, bancos e churrasqueira. É cobrada uma taxa pra manutenção de R$ 4, fica aberta todos os dias da semana, das 9h às 17h e oferece trilhas.

Igreja Matriz oficialmente nomeada Igreja de São Benedito, fica num ponto alto da cidade e conta com uma escadaria e fonte bem à sua frente. Em abril, após a quaresma, é palco da celebração a São Benedito, que conta com música, distribuição de doces e leilão de gado.

Mirante do Cruzeiro – com acesso fácil e sinalizado a partir da Igreja Matriz, oferece vista de toda cidade a 1280m de altura e conta com uma pracinha iluminada com bancos à noite.

Praça do Artesão – tem um palco para as principais apresentações e comemorações da cidade, como o Ano Novo, shows de música e teatro. Fica em frente à Fonte Santo Antonio, abriga uma feira de artesanato e tem o nome oficial de Praça Benedito Marcondes Raposo.

Campos do Jordão – a prima famosa de Santo Antônio bomba com seus festivais de inverno e tem um passeio de trem todos os dias entre as duas cidades que leva 2h entre ida, passeio e volta, saindo da Estação Eugênio Lefrève. Campos é pop, ferve entre os héteros que querem dar close mas é tudo tão perfeitinho que parece mais cenário, diferente de Santo Antônio, que parece ter mais personalidade. Faça uma visita às duas e depois volte pra me contar suas impressões 😉

Trilhas, fauna e flora – A cidade é conhecida por suas orquídeas, oferece passeios a cavalo, algumas trilhas e tem um restaurante com um pequeno pesqueiro, assim como alguns passeios para observação de pássaros também podem ser feitos. Além disso, como muitas cidades do interior paulista, Santo Antônio do Pinhal oferece possibilidades de turismo rural.

Alimentação – o prato destaque na cidade é a truta, servida de várias maneiras. Pra quem gosta de peixe, é um deleite, mas o “onde comer e beber em Santo Antônio do Pinhal” merece uma matéria exclusiva, certo? Mas o destaque turístico fica pra Cachaçaria A Bodega, que oferece vários tipos de cachaça.

Rafa trabalhando em paz - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

Rafa trabalhando em paz – Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

Viaja Bi! na Pousada gay Quatro Estações

Fomos convidados a conhecer a pousada através de sua assessoria de imprensa e fui representando o Viaja Bi! nessa missão difícil e cansativa. Só que não! 🙂

Aluguei um carro em São Paulo, chamei um amigão que tirou essas fotos belíssimas e em pouco mais de 2h estávamos por lá, na sexta à noite, curtindo a hidromassagem no chalé Hidro Master Top. Os funcionários todos são extremamente simpáticos, educados e super treinados para atender o público gay da melhor maneira possível, até mesmo saindo de saias justas daquelas #BiSemNoção, que pedem coisa no quarto e abrem a porta de cueca e excitados. Bi, se você for pra lá por conta dessa nossa indicação, não faz a louca e respeite as pessoas que estão trabalhando, ok? Queremos ser bem tratados, então dê esse respeito de volta.

Pra preservar essa atenção e cuidado no atendimento, os planos para o futuro incluem a construção de, no máximo, mais 2 chalés, que vão se somar aos mais altos e mais top que foram construídos há cerca de 3 anos. Dessa maneira, eles conseguem manter também a sensação de isolamento e o ambiente intimista.

A única coisa que não te deixa tão isolado são os insetos, mas como ocorre em qualquer lugar perto/no meio do mato. E devo ter um cheiro que eles adoram porque sou sempre seu alvo preferido. Portanto, se você for “atraente” como eu, não esqueça o repelente, hein?

Rafa conversando com o Adriano, dono da pousada gay - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

Rafa conversando com o Adriano, dono da pousada gay – Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

O ponto ruim da pousada é o WiFi que não funcionou muito bem, mas convenhamos, você não vai pra uma pousada gay dessas buscando isolamento com seu Facebook apitando toda hora, né, bi? Eu estava a trabalho, mas espero que você, assim que chegar, desligue seu celular e eletrônicos, deixe eles na mala e só ligue tudo de volta pra colocar o caminho de volta pra casa no GPS ou Google Maps do celular. Combinado?

No final de semana em que visitamos a pousada gay, além de nós tinham alguns casais héteros, jovens e mais velhos e um casal de lésbicas. A frequência do público, de acordo com o Adriano, varia bastante, mas a média fica entre os 30 anos.

Chalés da Pousada Quatro Estações - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

Chalés da Pousada Quatro Estações – Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

Mais fotos da Pousada gay Quatro Estações

Mesas do Bistrô Seu Beneditú - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!Piscina da Pousada Quatro Estações - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!Salão de jogos perto da piscina e jacuzzi - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!Placa indica o início da trilha - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!Caminho desenhado com vegetação (e um casal de lésbicas, consegue achar?) - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!Entrada da Pousada Quatro Estações e a estrada de onde você virá - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!Bistrô Seu Beneditú - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!Emerson, que fez as fotos desse post relaxando na rede do chalé - Foto: Viaja Bi!Hidromassagem com teto retrátil e vista para a natureza - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!Vista da cama, você acorda dá de cara com essa paisagem - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!Entrada da recepção e restaurante da Pousada Quatro Estações - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!Bebidas do café-da-manhã - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!Jacuzzi ao lado da piscina, a cara da riqueza - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!Chalés Standard - Foto: Emerson Lisboa / Viaja Bi!

 

Alguns leitores já comentaram no nosso Instagram quando eu estava lá e outros já tinham me falado da pousada antes de eu ir conhecer. E todos falaram bem.

E você? Já conhece a Pousada Quatro Estações? Deixe seu comentário contando da sua experiência!
Se ainda não conhece e ficou interessado, faça sua reserva aqui pelo blog pra ajudar a gente, ok? E pode contar pro Adriano que você conheceu aqui pelo Viaja Bi!. E mande nosso beijo pro Thor (é o cachorrinho dele, gente).

Pousada Quatro Estações (site)
Estrada do Machadinho km 4,5 – Santo Antônio do Pinhal, São Paulo
Telefone: +55 12 3666.2260 / 12 3666.1149
Skype: pousada4estacoes
Informações: das 8h às 22h
contato@pousada4estacoesdepinhal.com.br

O Viaja Bi! se hospedou a convite da pousada gay, mas os comentários aqui descritos são independentes e relativos à experiência vivida na visita.

Compartilhe:
Tags:

Sobre Rafael Leick

Rafael Leick

Publicitário e blogueiro, foi palestrante em seminários internacionais no Peru, a convite dos órgãos de turismo locais, falando sobre planejamento de comunicação e diversidade, com foco na temática LGBT. Morou em Londres e, aos 31 anos, conhece 23 países. Escreve para o Viaja Bi!, Viagem Primata e ExploraSampa. Todos os posts do Rafael.

  • Website
  • Google+
  • Instagram
  • Email

3 Comentários

  • Elaine
    2016-09-13 19:45

    Oi, Rafa!
    Estou procurando uma hospedagem gay em SP que tenha programação no ano novo. Hotel, pousada ou resort. Vc conhece? A programação pode ser um jantar ou um show ao vivo. Sou casada e sempre ficamos só eu e ela nos eventos de hoteis de fim de ano. No meio de famílias ou de HTs. Gostaria de um lugar que púdessemos nos sentir mais a vontade, já que estamos sempre viajando na virada.
    Bj

    • Rafael Leick
      2016-09-13 23:22

      Oi, Elaine.
      Essa pousada desse post tem programação de ano novo normalmente. Pelo que ele me falou, acontece show de drag e tudo. Parece ser ótimo. E é pertinho de SP.
      Fala com eles lá pra ver a programação. Mas reserva por aqui pra me ajudar, tá? Hahahaha (relax, que o valor é mesmo do Booking, nada a mais). E que do você for pra lá, fala que você viu aqui no blog e que eu mandei um beijo. Porque o pessoal de lá é muito querido. Gostei muito da experiência.
      Me avisa se deu certo, tá?
      Bjs

  • Carla Lisboa
    2016-12-12 17:40

    Olá Rafa, adorei seu blog.
    Parabéns pelo blog, um abraço

Comentar

Ut tellus dolor, dapibus eget, elementum vel, cursus eleifend, elit. Aenean auctor wisi et urna. Aliquam erat volutpat. Duis ac turpis. Integer rutrum ante eu lacus. Required fields are marked*