26 de outubro de 2014

Praia de nudismo gay na França: St. Laurent d’Eze

Bora pra uma praia de nudismo gay na França? Não, você não vai ver aqui fotos de homem pelado. Ok, eu também adoro ver homem pelado e vou mostrar quase isso, mas o objetivo aqui é informativo, tá, meu bem?

(Concentra, Rafael, concentra)

Bom, no meio de 2013, na minha passagem pela Riviera Francesa (ou pra ficar mais chique, Côte-d’Azur) pra visitar um casal de amigos fofíssimos (beijo, Manu e Lucas), ouvi falar de uma praia de nudismo gay ali pela região. Fiquei interessado, pois apesar de não adotar como estilo de vida, acho o nudismo, ou naturismo, uma proposta muito interessante.

A entrada da praia de nudismo gay na França, St. Laurent d'Eze, à esquerda

A entrada da praia de nudismo gay na França, St. Laurent d’Eze, à esquerda

 

Já pratiquei algumas vezes, na Praia da Galheta, em Florianópolis, que é bem ao lado da Praia (gay) Mole, e na cidade do Conde, perto de João Pessoa, onde fica a Praia de Tambaba (já contei sobre essa experiência no Viagem Primata).

E a ideia de ficar nu em contato com a natureza, livre de pequenos grandes tabus, me agradou bastante. E, bi, nem tô falando da parte sexual, essa deixa pra todo mundo resolver em outro momento. Quando se está nu, a sua relação com a natureza muda sutilmente. E você se livra também de algumas amarras sociais.

Eu divando na praia de nudismo gay na França

Eu divando na praia de nudismo gay na França

Enfim, discursos à parte, o babado é certo nessa praia do Sul da França. Pra chegar lá, saí de Antibes, onde estava hospedado e, de trem, fui até a estação de trem de Eze. De lá, tem um ônibus (mais informações no fim do post) que te deixa perto da entrada da trilha, no meio da estrada. Descendo por essa trilhazinha (de 5 a 10 minutos), você chega em uma praia. Não, ainda não é essa. Chegando lá, no canto direito dessa prainha tem um portão de acesso a uma escadinha. Suba, pare no topo dela, olhe pra trás e tire uma foto porque a vista vale a pena! 😉

Depois continue a trilhazinha pelas pedras e caminhos um pouco mais difíceis até chegar na praia. Ufa! Pensou que ver pinto de fora era fácil, é?

As praias de nudismo são conhecidas pela beleza natural, normalmente por serem de dificil acesso, através de trilhas. Isso concede uma privacidade maior aos praticantes e dificulta o acesso de curiosos. Eu sei, eu também tava curioso, mas se você tá na chuva, é pra se molhar!

Cheguei lá, desci da pedra pela cordinha (veja no fundo da foto abaixo) ali pendurada pra pisar na “areia” (eram pedrinhas na verdade), passei por todo mundo um pouco constrangido, arranjei meu cantinho e arranquei a roupa.

As coisa tudo de fora na praia de nudismo gay na França, babado certo!

As coisa tudo de fora na praia de nudismo gay na França, babado certo!

O primeiro pensamento é “tá todo mundo olhando pro meu pau”. O segundo pensamento é “foda-se, tá todo mundo pelado igual e eu também já olhei pro pau deles”. E não adianta mentir, é do instinto do homem. Gay ou hétero e por mais que você diga que não, se tiver um pinto ali à mostra você vai olhar nem que seja pra comparar com o seu. Homem tem essas piras, vai entender…

A praia é muito bonita, bem relaxante, com um curto espaço pros banhistas, o que cria um clima um pouco mais intimista e fica mais fácil de você ir se banhar no mar e deixar suas coisas ali sem medo de ser roubado.

Vale ressaltar que é legal não ir muito pro fim da tarde, porque a praia fica na frente de uma encosta, então num dado momento da tarde, ela fica na sombra, e apesar da beleza do lugar, você não aproveita o sol.

Pros mais interessados em pegação, seguindo as pedras no fim da praia tem uma outra micropraia onde o pessoal vai pra… “se esquentar”! Eles chamam de “Sex Part”. E no caminho de pedras pra chegar até a praia principal, vários indícios mostravam que por ali o clima também não era frio não.

Mas a praia em si não é fervida. Vi uma ou outra situação esquisita, mas num geral, é bem tranquila, pra deitar, relaxar e aproveitar a natureza em seu esplendor.

 

FIQUE LIGADO, BI

– Como a praia é isolada e de difícil acesso, leve água e comidinhas, não tem nenhuma loja por perto.
– A praia é de pedrinhas e pra chegar você passa por um terreno acidentado, vá de tênis.
– Por conta do terreno irregular, a toalha é uma opção melhor que a canga

 

Como chegar na praia de nudismo gay St. Laurent d’Eze

A partir de Nice, pegue o ônibus nº 100, que sai de várias partes de lá , mas e preferir ir de trem também rola. A praia de St. Laurent dEze fica entre as estações Eze e Cap d’Ail, mas ainda assim, é um bom pedaço caminhando. Então, faça como eu, vá até a estação de trem Eze (3 euros ida) e de lá, pegue o ônibus nº 100 (Menton) logo na saída da estação mesmo (1 euro), e avise ao motorista que você quer descer em St. Laurent d’Eze para a praia. Se não me engano, o ponto que você é o Chemin de la Turbie. Você vai descer a norte do pin vermelho, perto da curva, onde tem a marcação M6098 no mapa. Pelas minhas pesquisas, o ônibus roda a cada 15min de segunda a sábado e a cada 20min aos domingos.

Mapa da praia de nudismo gay na França, St. Laurent d'Eze

Mapa da praia de nudismo gay na França, St. Laurent d’Eze

Você vai descer perto de um estacionamento pequeno que vai ver do lado esquerdo. Atravesse a rua (com cuidado) e entre por esse acesso aqui, no sentido do mar. Você vai ver claramente a trilha que tem que seguir a partir daí. A trilha se chama Castelleret – Inferieur, tem degraus e caminhos já desenhados e leva uns 10 minutos até a praia pública. Você passa por um túnel cravado na pedra logo antes de chegar à praia.

Chegando lá, no canto direito da praia tem uma escadinha na pedra, com um portão. Suba as escadas, olhe pra bela praia atrás de você (primeira foto do post é dessa vista) e continue o caminho. A partir desse ponto, você pode parar onde quiser, mas a praia de nudismo gay propriamente dita fica a mais uns 5 minutos de caminhada. Você vai saber quando estiver perto quando começar a ver mais homens pelados por ali.

Quando avistar a praia, perceberá uma corda presa na rocha pra te ajudar a descer pra praia. Não é tão alto, mas aconselho usar a corda. Um ponto com estratégico é perto da área que tem uma “fonte” artificial com um balde que serve pra você tirar o sal depois que sair do mar, antes de voltar pro sol. Dali, se vê a praia toda.

Trilha da praia de nudismo gay na França, St. Laurent d'Eze

Trilha da praia de nudismo gay na França, St. Laurent d’Eze

A- Início da trilha
B- Praia pública
C- Praia de nudismo gay
D- Sex part

Veja o mapa maior

Já foi a essa praia de nudismo gay?
Se ainda não e agora resolveu ir, volte aqui pra contar como foi! Queremos saber tudinho!

Compartilhe:
Tags:

Sobre Rafael Leick

Rafael Leick

Publicitário e blogueiro, foi palestrante em seminários internacionais no Peru, a convite dos órgãos de turismo locais, falando sobre planejamento de comunicação e diversidade, com foco na temática LGBT. Morou em Londres e, aos 31 anos, conhece 22 países. Escreve para o Viaja Bi!, Viagem Primata e ExploraSampa. Todos os posts do Rafael.

  • Website
  • Google+
  • Instagram
  • Email

3 Comentários

  • […] St. Laurent d’Eze, uma praia de nudismo gay na França […]

  • Camilla
    2017-05-07 13:03

    To bem atrasada nesse post aqui, mas me conta uma coisa: tem mulheres também? To indo pra lá com a minha namorada em agosto e queria nadar pelada, hahah 😛

    • Rafael Leick
      2017-05-08 20:54

      Oi, Camilla! Eu não vi nenhuma na minha visita, mas falei com meu amigo que mora lá e ele disse que não tem problema, que já viu meninas por lá. Só não vai ter outras sapinhas pra paquerar, mas como você estará com seu mozão, tá valendo! 🙂 Tira foto (tampando as coisas, pelo amoooooooor de Deus) e posta no Insta com #viajabi pra eu ver, hein? hahahaha Mas tampa, fá favô! rs

Comentar

Ut tellus dolor, dapibus eget, elementum vel, cursus eleifend, elit. Aenean auctor wisi et urna. Aliquam erat volutpat. Duis ac turpis. Integer rutrum ante eu lacus. Required fields are marked*