8 de novembro de 2015

Londres gay: dicas e roteiro de viagem

Tower Bridge, em Londres

Tower Bridge, em Londres

Oie, bis! Não sei se todo sabe do meu passado obscuro, mas entre 2009 e 2010 eu morei em Londres, a melhor cidade ever best super hiper tudo do mundo. Ok, eu sou suspeito pra falar, mas a cidade é realmente incrível.

Passei 9 meses por lá e depois voltei algumas vezes, pra passar o Ano Novo, pra ver os amigos e pra usar a cidade de base pra conhecer outros países, já que a passagem estava mais barata (e é uma desculpa pra tomar um chá das 5 com a Rainha novamente) 😛

E a cidade é super gay-friendly. Quando me mudei pra lá, com meu ex, eu tinha um pouco de receio de como seria, apesar de ter lido bastante sobre. Sempre sobra aquele receio, né? Mas me surpreendi. Casais homossexuais de mão dada ou abraçadinhos e dando selinho na estação de Westminster, uma das mais centrais do metrô, sem ninguém ficar olhando. Quase que eu gritei “Oi, gente, vocês estão vendo que tem um casal gay aqui?” só pra ver a reação hahaha

Eu turistando em Londres, em frente ao Big Ben num dos meus retornos à capital britânica

Eu turistando em Londres, em frente ao Big Ben num dos meus retornos à capital britânica

Enfim, por essas e outras, separei algumas dicas bem viadas pra você que tá pensando em desbravar a Terra da Rainha, conhecer uma Londres gay.

 

Os boys londrinos

Algumas beldades na Parada Gay em Londres

Algumas beldades na Parada Gay em Londres

Prepare-se para passar mal no metrô, ônibus, na rua e em tudo que é lugar. É muito boy magia por metro quadrado, bi! Eles parecem todos saídos do cinema e da televisão. Massssss fique atento. Dentista na Inglaterra é muito caro, então quando eles abrem o sorriso, muito da magia se perde. É sério, não tô exagerando. Calma, que tem muitos que se salvam, então aproveite tendo isso em mente. Espere o boy sorrir antes de beijar. 🙂

Fora que Londres é a capital do mundo, na minha opinião, você vê gente de tudo quanto é canto, falando tudo quanto é língua. É quase um êxtase pros seus sentidos tentar decifrar tudo aquilo que se ouve andando na Westminster Bridge, a ponte que tem de um lado o Big Ben e do outro a London Eye. Ou seja, seu Grindr vai bombar não só de londrinos, mas de espanhois, italianos, escoceses, poloneses e todas as nacionalidades possíveis.

 

Soho, o bairro gay de Londres

Mapa do bairro gay Soho, em Londres

Mapa do bairro gay Soho, em Londres

É no Soho que se concentra a maior parte da ferveção gay da cidade. E não é um bairro afastado não, é bem central. As estações de metrô mais próximas são a Tottenham Court Road e a Leicester Square, que também dá nome a uma praça famosa por abrigar grandes premieres de filmes, como os da série Harry Potter. O bairro também fica atrás da Trafalgar Square, um dos principais pontos turísticos da cidade que abriga a National Portrait Gallery e também é coladinho com a Chinatown (veja o mapa).

Os principais pubs gays de Londres ficam no Soho, como o G-A-Y Bar, Ku Bar, The Admiral Duncan, Freedom Bar SohoThe Duke Of Wellington, entre outros. Os dois primeiros são os mais famosos. E o G-A-Y tem uma outra filial, que continua depois que o pub fecha, chamada G-A-Y Late, que tem mais cara de baladinha. Eles também promovem a festa G-A-Y Porn Idol, que rola na Heaven, que fica a poucas quadras dali. Tem uma outra dica legal que não é necessariamente gay mas já que estamos falando de bar, vale a pena dar um pulo no IceBar London, um bar de gelo, onde até os copos são de gelo, é bem divertido. #BiFrozen #LetItGo

 

As melhores baladas de Londres

Heaven, em Londres - Foto: designmynight

Heaven, em Londres – Foto: designmynight

A Heaven é considerada a melhor balada de Londres e tem motivos pra ser. Se não me engano é a maior da cidade e abriga show de famosos. Já passaram por lá Britney Spears e Nick Jonas. Fora que eles tem a festa que comentei mais acima, a G-A-Y Porn Idol, onde as pessoas fazem striptease no palco pra concorrer a uma grana em bebidas. É adorada inclusive pelos héteros. Ela fica embaixo dos arcos de Charing Cross, bem perto da Trafalgar Square. É mais parecida com o estilo de balada que temos em São Paulo, então a gente sente menos a mudança, mas as baladas lá não tem o clima de pegação e paquera forte como no Brasil. Eles não encanam em sair pra noite e não pegar ninguém porque estão lá pra curtir com os amigos. 🙂

Outra balada que é conhecida é a Fire, que fica em Vauxhall que, pra mim, é o segundo bairro LGBT de Londres. Fui conhecer essa uns dias antes de voltar pro Brasil e fiquei chocado com o go-go-boy musculoso peladão por lá. Ali o público curte mais uns bombados, mas em Londres é um tanto difícil definir tão claramente os públicos, porque tem muita mistura.

Eu não sou tão baladeiro (e estando casado, na época, acabei saindo menos pra balada por lá), mas sei que tem outros clubes que são bem conhecidos, como o Royal Vauxhall Tavern, bem pertinho da Fire (ali também ficava o Barcode, mas parece que fechou), a Eagle London, na mesma região, com show de drags e noites de wrestling (luta greco-romana) e a Shadow Lounge, no Soho.

Prometo que na minha próxima visita à Londres, trarei mais novidades sobre o assunto, ok? 😉

 

Saunas em Londres

Lounge da sauna gay Chariots Roman Spa, no bairro de Vauxhall, Londres - Foto: chariots.co.uk

Lounge da sauna gay Chariots Roman Spa, no bairro de Vauxhall, Londres – Foto: chariots.co.uk

Tá bom, calma, já vou falar das saunas. Bem sei que você rolou a página e parou aqui assim que leu o título! #BiSafada

A sauna mais conhecida e frequentada da cidade é a Chariots, que tem algumas unidades, sendo a de Vauxhall (a lá o bairro aqui de novo) a mais bombada delas. Outras opções pras #BiPervas são a Pleasuredome, Sweatbox Soho, The Stable e Sailors. Não são as únicas, mas pra você que quer curtir uma safadeza, já dá pra fazer a festa, né?

Dizem as boas más línguas, que o pessoal se solta bastante nas saunas de lá e não se assuste se encontrar gente usando poppers, mesmo que algumas casas adotem a política de tolerância zero com drogas. Não quero fazer o careta, mas se você precisa se drogar pra ter prazer no sexo, bi, você precisa conhecer seu corpo melhor e aproveitar o melhor dele, tá? Você não precisa de drogas pra sair de si na hora do sexo. 😉

Sauna Gay Sweatbox Soho - Foto: Yelp

Sauna Gay Sweatbox Soho – Foto: Yelp

 

Cultura e museus de Londres

Millenium Bridge que liga a St. Paul's Cathedral ao museu Tate Modern, que tem entrada gratuita, em Londres

Millenium Bridge que liga a St. Paul’s Cathedral ao museu Tate Modern, que tem entrada gratuita, em Londres

Se você é uma #BiCult e prefere programas culturais, Londres é um prato cheio. Os museus todos tem entrada gratuita! Não, bi, você não leu errado. Você pode ter acesso ao acervo dos museus de graça. Sempre tem também umas exposições bafônicas rolando, e essas mais top são pagas. Mas, cara, se você der uma olhada nos museus que a cidade tem e o que você consegue ver de graça, você vai enlouquecer.

Além dos mais tradicionais, como o Tate Modern, British MuseumNational Portrait Gallery e Victoria & Albert Museum (ou V&A), a capital britânica ainda conta com uma infinidade de museus temáticos, como o National History Museum, o Museu de História Natural que é meu preferido porque o prédio em si já é uma obra de arte, o Science Museum (Museu de Ciências), o Museum of London (Museu de Londres), que conta a história da cidade e fala do Grande Fogo de 1666, o Imperial War Museum (Museu Imperial da Guerra), dedicado à memória das guerras, com aviões, tanques e histórias incríveis e o Movieum, museu de cinema que tem algumas partes interativas.

Minha irmã me tratou com muito carinho no Movieum of London

Minha irmã me tratou com muito carinho no Movieum of London

 

Londres, uma cidade cinematográfica

Rafa super empolgado virando bruxo nos estúdios de Harry Potter, perto de Londres

Rafa super empolgado virando bruxo nos estúdios de Harry Potter, perto de Londres

Não preciso nem dizer que Londres já serviu de cenário pra uma imensidão de filmes (e séries). E andando pela cidade, você pode ir descobrindo vários locais em que os filmes foram gravados. O mais famoso talvez seja o bairro de Notting Hill, onde foi gravado Um Lugar Chamado Notting Hill. Fica pertinho do mercado de rua de Portobello e ouvi dizer que tem uma tal livraria que pode ser reconhecida. Sabe qual é?

Outros filmes que você com certeza vai associar à Inglaterra são os da série Harry Potter. Eu sou um potterhead (tipo mega fã), então conheço vários locais legais relacionados à série como a Kings Cross Station (onde fica a Plataforma 9 e 1/2, ou Platform 9 3/4, em inglês), o Leadenhall Market (entrada do Caldeirão Furado), a Shaftesbury Avenue (por onde eles fugiram em Relíquias da Morte), entre tantos outros, mas com certeza, se você é fã de cinema (mesmo que não goste tanto assim da saga), reserve um dia para visitar os estúdios Leavesden, onde foram gravados os filmes da série e que agora virou a atração Warner Bros. Studio Tour – The Making of Harry Potter. Cara, é animal, sensacional e você vai pirar!

Saída da estação de metrô Baker Street, em Londres, próximo ao museu Sherlock Holmes

Saída da estação de metrô Baker Street, em Londres, próximo ao museu Sherlock Holmes

Falo mais de Harry Potter num outro momento se vocês quiserem, bis, porque tem mais filmes que foram rodados em Londres, como Quarteto Fantástico, que destroi a London Eye, e Sherlock Holmes, que nessa nova versão com Robert Downey Jr. explora bastante os pontos turísticos. A cidade também conta com um museu dedicado ao detetive, Sherlock Holmes Museum, que por nenhuma coincidência, fica na famosa rua Baker Street. Ali perto também está o Madame Tussauds, museu de cera (esse pago) com réplicas de diversas celebridades e com áreas dedicadas ao cinema.

 

A cidade dos musicais

Final de O Rei Leão, musical fixo em Londres, no Lyceum Theatre

Final de O Rei Leão, musical fixo em Londres, no Lyceum Theatre

Não é só Nova Iorque New York Nova York que tem musicais não. Londres também é bem recheada e Piccadilly Circus é um ponto central pra vários deles. Alguns rolam na Shaftesbury Avenue, que sai de Piccadilly, outros acontecem perto de Tottenham Court Road, enfim. Espalhados pelo famoso West End, os musicais enchem os olhos de londrinos e turistas. E são de ótima qualidade.

Eu não fazia muito o tipo #BiMusical, que conhece todo repertório de Cats e Rent, mas fui convencido a assistir a um com minha irmã, quando ela foi me visitar: O Rei Leão. Se esse título não me convencesse, nenhum mais conseguiria. E foi liiiiiindo ver Hakuna Matata ali ao vivo, gente, mega criatividade pra representar os animais gigantes. Esse aliás é um dos musicais fixos em Londres, assim como The Phantom of the Opera (desde 1986!), Billy Elliot, Les MiserablesWicked, Thriller Live, Mamma Mia! e Jersey Boys, todos já estavam em cartaz quando eu estava lá, em 2009. Se liga aqui nos que estão rolando agora.

Em maio do ano que vem vai estrear Aladdin! E em julho, apesar de não ser musical tem uma continuação teatral de Harry Potter (de novo, desculpem, mas né?) chamada Harry Potter and The Cursed Child, que vai contar a história dos filhos do Harry. Eu quero!!! 🙁

 

Hoteis/hostels gay-friendly em Londres

Hotel The Exhibicionist, uma opção de hospedagem gay-friendly em Londres

Hotel The Exhibicionist, uma opção de hospedagem gay-friendly em Londres

É, baby, tem hoteis e hostels gay-friendly em Londres também. Até pra dormir, você pode tornar sua viagem mais colorida. Como eu morei lá e quando voltei fiquei em casa de amigos, não me hospedei em nenhum desses, mas fiz uma pesquisa bááásica pra facilitar teu trampo pra encontrar hoteis, bed & breakfasts (B&B) e hostels gay-friendly na cidade. Segue a listcheenha:

Se você se hospedar em algum desses, bi, volte pra contar como foi sua experiência e ver se eles merecem continuar na nossa listcheenha, tá? Se preferir buscar outras hospedagens, use nosso link do Booking pra ajudar o Viaja Bi!. Você não vai pagar nada a mais por isso, só vai falar pro Booking “ei, eu vim do Viaja Bi!, paga pra eles uma parte da comissão de vocês!” e eles vão fazer isso. 🙂

 

Londres é caro pra fazer compras?

Harrods, a loja mais phyna de Londres

Harrods, a loja mais phyna de Londres

É, bi, pode ser. Se você decidir ir à Harrods, a mais tradicional loja de compras da cidade, a coisa pode ficar um pouco salgada, ainda mais com a cotação da libra batendo quase R$ 6. Maaaas, essa é a opção pras bis que gritam “EU SOU RHYCAAAA”.

Se você é réles mortal como nosotros, bi, fica com as dicas do papis aqui. Oxford Street e Regent Street são duas ruas ali entre Piccadilly Circus e o Hyde Park, o maior parque da cidade. Minha dica é: comece em Piccadilly, entre na Regent Street, veja a Hamleys, uma loja de brinquedos de 5 andares, a Apple Store, FerrariBenneton e também o IceBar que comentei antes. Chegando na esquina com a Oxford Street, pare na H&M, que tem muita roupa legal a preço bom, vire à esquerda na Oxford e vá caminhando toda vida. Você vai passar pela John Lewis, Disney Store, Selfridges, Forever 21, entre muitas outras.

Oxford Street, uma das principais ruas de compras de Londres

Oxford Street, uma das principais ruas de compras de Londres

Mas o tesouro fica no fim desse arco-íris! A Primark é uma loja de departamentos enorme e com preços de banana. Sério, já comprei camiseta a £2. E tem camiseta, pijama (lembra dessa calça “Onde Está Wally?”), tênis, fantasia, cueca, jaqueta, roupa social (super indico, bom, bonito e barato) tudo a um preço bem mais baixo que em outras lojas. Por isso, tá sempre cheia, então vá preparado! E você vai comprar tudo, vai gastar horrores, mas vai sair parecendo uma sacoleira do Paraguai, no melhor estilo brazuca! 🙂

Fora isso tem lojas tipo as nossas R$ 1,99, mas que são de £1 ou £0.99 (ou 99p, que é como eles colocam os centavos). Você pode buscar por One Pound Shop, 99p Stores ou Poundland e se divertir.

 

Parada Gay Londres / Pride in London Parade

Pessoal carrega a bandeira gay em Londres, em 2007

Pessoal carrega a bandeira gay em Londres, em 2007

O Fabio já contou pra vocês a experiência dele na Parada Gay de Londres e a próxima está marcadíssima para a semana que vai de 18 a 26 de junho de 2016. O evento rola durante a semana toda e culmina na parada em si chamada de Pride in London Parade, no dia 25 de junho, começando na Baker Street até Whitehall, passando pela Oxford Street, Regent Street, Piccadilly Circus, Lower Regent Street, Pall Mall e Trafalgar Square.

São mais de 250 grupos de comunidades, dançarinos e performers desfilando para um público de 15 mil pessoas (número esperado para 2016).

A belíssima praça Trafalgar Square recebe o principal evento da Pride in London também no dia 25, com várias performances ao vivo e discursos. Em anos anteriores, as performances incluíram a popular London Gay Big Band e talentos da competição Pride’s Got Talent. E o fervo rola solto nos pubs, bares e clubes do Soho.

 

Londres gay? E pra falar inglês?

Pra fechar essas dicas, aproveite e veja o primeiro vídeo da série Pajubá Viajante, do nosso canal do YouTube, que começou a dar dicas de frases importantíssimas pra você arrasar no exterior. Esse vídeo de estreia da série dá dicas de inglês. Já assiste aí enquanto arruma as malas pra conhecer Londres!

E você, bi?
Tem alguma dica bafônica de Londres pra contar e que ficou de fora dessa matéria? Deixe nos comentários pra ajudar outras bis viajantes!

E não esqueça de seguir a gente no Facebook, Instagram, YouTube e Twitter.

 

Compartilhe:
Tags:

Sobre Rafael Leick

Rafael Leick

Publicitário e blogueiro, foi palestrante em seminários internacionais no Peru, a convite dos órgãos de turismo locais, falando sobre planejamento de comunicação e diversidade, com foco na temática LGBT. Morou em Londres e, aos 31 anos, conhece 23 países. Escreve para o Viaja Bi!, Viagem Primata e ExploraSampa. Todos os posts do Rafael.

  • Website
  • Google+
  • Instagram
  • Email

8 Comentários

  • Fabio Pastorello
    2015-11-08 20:00

    Que delícia lembrar de Londres, tenho um negócio por esse cidade. Mas faz teeeeeempo que não vou lá, preciso voltar. Ótima matéria, Rafa!!!

    • Rafael Leick
      2015-11-08 22:40

      Quando for me leva junto porque tenho vários negócios por essa cidade. 🙂
      Morro de saudade de lá.
      Valeu, bi! 😉

  • Eloah Cristina
    2015-11-09 10:02

    Que texto lindo, além de super completo.
    Parabéns Rafa. 🙂

  • […] opção. Localizado no bairro de South Kensington, próximo ao Hyde Park (e não fica longe do Soho, o bairro gay de Londres, dá pra chegar bem fácil de ônibus ou táxi) e museus como o Victoria & Albert Museum, o […]

  • […] está entre os destinos mais procurados. O Rafa Leick já viveu em Londres e já escreveu uma matéria aqui no Viaja, Bi! falando sobre Londres. Para saber mais sobre o quão friendly é o país, conversamos com Mitsi Goulias, Gerente de […]

  • Felipe Ferreira dos Santos
    2016-04-13 00:54

    Oi Rafa, adorei seu blog, tem dicas valiosas, mas tenho uma seria duvida. Quando eu estava em Londres fui no G-A-Y mas sozinho pq so viajo só e fiquei muito envergonhado de estar la sozinho e sai rapido demais ahahha me da uma dica para conhecer mais pessoas no pub, o que fazer e jamais fazer!!! Grande abraco.

  • […] London Gay Pride (saiba mais) […]

Comentar

Ut tellus dolor, dapibus eget, elementum vel, cursus eleifend, elit. Aenean auctor wisi et urna. Aliquam erat volutpat. Duis ac turpis. Integer rutrum ante eu lacus. Required fields are marked*