17 de maio de 2017

Brasil gay friendly: cidades avançam no turismo LGBT

Já estamos em 2017 e, infelizmente, muito ainda se ouve falar sobre ataques homofóbicos e transfóbicos, no mundo todo. O caminho que temos para evoluir como sociedade humana ainda é longo, mas de pouquinho em pouquinho, vamos avançando. E, aproveitando que hoje é comemorado o Dia Internacional de Combate à Homofobia, o MTur (Ministério do Turismo nas redes sociais) convidou o Viaja Bi!, para lançar um olhar sobre o nosso Brasil. Mas aí você me pergunta: “Rafa, perae… Brasil gay friendly?”.

Brasil gay friendly: Selfie no Arpoador, entre Ipanema e Copacabana, no Rio de Janeiro

Brasil gay friendly: Selfie no Arpoador, entre Ipanema e Copacabana, no Rio de Janeiro

É sim! Claro que, como todos os países do mundo, tem muita água pra rolar até estarmos em um mundo onde todos se respeitem e pratiquem o amor ao próximo de verdade. Mas há várias ações legais pipocando pelo nosso país, tanto na esfera pública quanto privada e que temos que valorizar. Não tá sabendo? Então, senta aí que vou te atualizar.

Brasil gay friendly: Praia da Galheta, a praia nudista que junta muitos gays em Florianópolis

Brasil gay friendly: Praia da Galheta, a praia nudista que junta muitos gays em Florianópolis

 

Conheça o Brasil gay friendly

Em âmbito nacional, tem duas iniciativas que quero ressaltar. A primeira foi a criação da Câmara de Comércio LGBT Brasileira (CCLGBTB) que, finalmente, surgiu para ajudar a fomentar o mercado para um Brasil gay friendly, acompanhando tendências de sucesso em nossos vizinhos sul-americanos, como a CCGLAR (Cámara de Comercio Gay Lésbica Argentina). Junto com elas, aliás, a foi também criada a ALAT LGBT, que junta as câmaras de toda América Latina.

Brasil gay friendly: Explosão de cores do Beco do Batman, em São Paulo - Gays devem viajar para países homofóbicos?

Brasil gay friendly: Explosão de cores do Beco do Batman, em São Paulo

Outra iniciativa importantíssima foi a cartilha “Dicas para atender bem turistas LGBT“, destinada a empresas do ramo do turismo que explica desde conceitos básicos como identidade de gênero e orientação sexual até o uso do nome social no atendimento à população trans. Lançada em novembro de 2016, a cartilha surgiu de uma parceria do Ministério do Turismo com o Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais e o Ministério da Justiça e foi premiada com o Oscar Gay 2017 pelo Grupo Gay da Bahia (GGB).

Brasil gay friendly: Salvador está entre os destinos de destaque no turismo LGBT em 2017

Brasil gay friendly: Salvador está entre os destinos de destaque no turismo LGBT em 2017

Ainda pensando o país como um todo, duas associações de turismo LGBT, uma nacional, ABT LGBT, e outra internacional, IGLTA, estão com os olhos voltados ao nosso mercado. A primeira sofreu uma recente reformulação e está procurando se engajar cada vez mais pela visibilidade do Brasil como um destino gay friendly, tanto internamente quanto lá fora.

E, para além das nossas fronteiras, está sendo ajudada pela IGLTA, cujo representante no Brasil, Clovis Casemiro, é também colunista do Viaja Bi!. E na convenção mundial da organização, realizada recentemente nos Estados Unidos, o Brasil gay friendly foi destaque, levando uma comitiva que incluía representantes da Embratur e agências, como a Paixão em Viajar.

Pensando mais localmente, alguns destinos já são amplamente conhecidos por serem gay friendly, como São Paulo, Rio de Janeiro e Florianópolis. Mas mesmo assim, eles contam com novidades e esforços para manutenção da representatividade.

Na capital paulista, por exemplo, que tem a maior Parada LGBT do mundo, a Castro Burger, uma hamburgueria inspirada no bairro Castro, de São Francisco (EUA), ou seja, bem LGBT, foi inaugurada recentemente na Vila Mariana, um bairro que, por tradição, é bastante heteronormativo. Uma célula LGBT tentando seu espaço num ambiente nunca antes explorado. No mínimo, louvável!

E, além da noite paulistana ser sempre renovada, a cidade como um todo vem trabalhado para se tornar cada vez mais amigável. O Carnaval, por exemplo, conta a cada ano com mais bloquinhos de rua LGBT e a festa, que historicamente sempre ficou confinada ao Sambódromo ou a salões fechados, saiu do armário e tomou conta das ruas! Está lindo de se ver!

Brasil gay friendly: Daniela Mercury comanda a Pipoca da Rainha no Carnaval gay de SP - Foto: Celia Santos

Brasil gay friendly: Daniela Mercury comanda a Pipoca da Rainha no Carnaval gay de SP – Foto: Celia Santos

Caminhando um pouco mais pro interior paulista, além da afamada Campinas, outra cidadezinha surpreende. Santo Antônio do Pinhal, a vizinha mais simplória de Campos do Jordão, tem o mesmo clima frio gostoso, várias atrações, menos agito e loucura, é super romântica e ainda tem uma fofíssima e deliciosa pousada LGBT, que eu experimentei! Uma pousada com dono gay e direcionada ao público LGBT, mas bem hétero-friendly, tá? 🙂

Brasil gay friendly: Trabalhando em paz na Pousada Quatro Estações, em Santo Antônio do Pinhal - Foto: Emerson Lisboa / Viaja, Bi!

Brasil gay friendly: Trabalhando em paz na Pousada Quatro Estações, em Santo Antônio do Pinhal – Foto: Emerson Lisboa / Viaja, Bi!

A tradicional Parada LGBT do Rio de Janeiro, que ocorre à beira-mar todo mês de novembro, está lutando para acontecer em 2017, mesmo com todos os contratempos que vem enfrentando. A cidade é tida como um dos principais destinos gay friendly do mundo mas, recentemente, perdeu seu posto para Buenos Aires.

Brasil gay friendly: Sensualizando no Morro Dois Irmãos, Rio de Janeiro - Foto: Jeff Slaid

Brasil gay friendly: Sensualizando no Morro Dois Irmãos, Rio de Janeiro – Foto: Jeff Slaid

Mas o Rio tem como se recuperar. Cheio de opções de bares e restaurantes para os gays e lésbicas na Rua Farme de Amoedo, por exemplo, ou festas itinerantes, como a V de Viadão, e ainda tem uma natureza exuberante, que reúne desde praias de nudismo quase inexploradas até trilhas que oferecem vistas de tirar o fôlego, como a do Morro Dois Irmãos, Mirante do Caeté ou mesmo o Costão de Itacoatiara, ali do lado, em Niterói, que encantam o público mais adepto da aventura.

Brasil gay friendly: Marta Dalla Chiesa na aula de intermediários, no 3º dia do Gay Surf Brazil - Foto: Divulgação/Thay Andrade

Brasil gay friendly: Marta Dalla Chiesa na aula de intermediários, no 3º dia do Gay Surf Brazil – Foto: Divulgação/Thay Andrade

Por falar em aventura, na Praia do Rosa (SC), que fica mais ao sul de Florianópolis, acontece um evento de surf para o público LGBT, o Gay Surf Brazil, organizado pela Marta Dalla Chiesa, super conhecida no mercado e também colunista do Viaja Bi!, com muito orgulho! 🙂 A cada ano, a praia recebe gringos e brasileiros para enfrentar as ondas desse pedacinho de paraíso. Vale lembrar que também no sul do Brasil é possível viajar por roteiros de ecoturismo e vinícolas tranquilamente como um casal LGBT ou, ainda, aproveitar as opções de bares gays em Porto Alegre, por exemplo.

Brasil gay friendly: Cascata Bailarina, que fica na Pousada Cantos e Encantos, em Urubici (SP) - Foto: Mário Bonetti

Brasil gay friendly: Cascata Bailarina, que fica na Pousada Cantos e Encantos, em Urubici (SP) – Foto: Mário Bonetti

Outro paraíso brasileiro reconhecido internacionalmente, é Fernando de Noronha. O arquipélago, pertencente ao estado de Pernambuco, mesmo sendo um santuário bem protegido, promove, em agosto o Love Fest, um festival LGBT. Sentir-se livre para expressar sua orientação sexual ou identidade de gênero com aquele visual… Ah, que sonho! Mas é realidade! 😉

Brasil gay friendly: Fernando de Noronha é um pedaço do paraíso no Brasil - Foto: Antonio e André

Brasil gay friendly: Fernando de Noronha é um pedaço do paraíso no Brasil – Foto: Antonio e André

Além do Love Fest, outros festivais movimentam o circuito de festas LGBT pelo Brasil. A Hell & Heaven, que já aconteceu em Cumbuco e esse ano retorna à Bahia, leva milhares de pessoas para curtir música de qualidade, com liberdade para amar quem quiserem sem julgamento, em meio à natureza. Na mesma linha, a San Island Weekend vai estrear esse ano, em Morro de São Paulo, numa parceria da balada LGBT de Salvador, San Sebastian, com ninguém mais, ninguém menos, que Ivete Sangalo, a diva brasileira mais amada pelos gays.

Brasil gay friendly: San Island Weekend com Ivete Sangalo, em Morro de São Paulo (Bahia, Brasil) - Foto: Divulgação

Brasil gay friendly: San Island Weekend com Ivete Sangalo, em Morro de São Paulo (Bahia, Brasil) – Foto: Divulgação

Portanto, caros amigos, concordamos que o caminho é longo, mas também temos que olhar para essas ações e ver que estamos no caminho. Sim, temos ressalvas, mas não é nada errado hoje (ainda bem) considerar o Brasil gay friendly! E vamos torcer para que seja cada dia mais. 😉

 

>> Acompanhe o Viaja Bi!: Instagram, YouTubeFacebook e Twitter.

Hospedagem | Seguro Viagem | Câmbio | Aluguel de carro

Compartilhe:
Tags:

Sobre Rafael Leick

Rafael Leick

Publicitário e blogueiro, foi palestrante em seminários internacionais no Peru, a convite dos órgãos de turismo locais, falando sobre planejamento de comunicação e diversidade, com foco na temática LGBT. Morou em Londres e, aos 31 anos, conhece 23 países. Escreve para o Viaja Bi!, Viagem Primata e ExploraSampa. Todos os posts do Rafael.

  • Website
  • Google+
  • Pinterest
  • Instagram
  • LinkedIn
  • Email

10 Comentários

  • clovis casemiro
    2017-05-17 09:48

    Querido Amigo, realmente esta incrivel seu texto. Parabens.
    Estamos cada vez mais mostrando que o consumidor lgbt esta buscando novos passeios e viagens especiais.

    Forte abra’co, Clovis

  • pamella jessika
    2017-06-15 00:27

    olá, adorei o texto, estou fazendo meu TCC com o tema Turismo LGBT e esse texto vai me ajudar bastante para relacionar o turismo LGBT de antes e atualmente. É bem legal ver a iniciativa rolando dentro do pais, nós que fazemos parte deste segmento estamos muito animados com as mudanças e novidades.

    • Rafael Leick
      2017-06-17 19:45

      Oi, Pamella. Valeu pelo comentário. 😉 Fico feliz de ter ajudado. Volte sempre! E depois quero saber mais do seu TCC, tá?

  • Simone Gil Braz
    2017-09-19 16:16

    Querido Amigo, seu texto esta realmente incrível .
    Paraty não consta no seu roteiro gay friendly? Por que?
    Parabéns pela iniciativa! Amei!

    • Rafael Leick
      2017-09-20 02:35

      Oi, Simone, tudo bem?
      Obrigado pelos elogios. Fico feliz! =)
      Paraty nunca conheci como destino LGBT Friendly. Porque? Como foi sua experiência lá/aí?
      bjs

  • Danilo Barnabé do Nascimento
    2017-10-05 15:36

    Querido amigo, texto maravilhoso. Espero que apareça mais opções de destinos LGBT Friendly. Sou de Alagoas e iremos realizar o 1º Fórum Estadual de Promoção do Turismo LGBT em Alagoas no 16º Pride LGBTI de Maceió/AL.

    • Rafael Leick
      2017-10-07 22:06

      Oi, Danilo. Valeu pelo comentário.
      Que máximo que estão organizando esses eventos por aí. Eu agora estou como Diretor de Turismo da Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil, então fiquei interessado em saber mais sobre os eventos. Se puder, me mande, pelo formulário de contato as datas dos eventos e mais informações. Adiciono também ao calendário aqui do site.
      bjs

  • Danilo Barnabé do Nascimento
    2017-10-20 14:39

    Olá Rafael, peço se puder que encaminhe uma mensagem para meu email solicitando as datas dos eventos, pois passarei em anexo todas as informações à você.

Comentar

Use a caixa de comentários para tirar dúvidas, assim você ajuda outros viajantes a lacrar pelo mundo. Sugestões, críticas construtivas e elogios também são bem-vindos. Os campos marcados são obrigatórios.*