31 de outubro de 2016

Airbnb radicaliza suas políticas para evitar discriminação

O Airbnb se levantou a favor da comunidade LGBT e alterou suas políticas para evitar discriminação e preconceito! O site de reservas de casas e quartos de pessoas locais é, hoje, uma das formas mais comuns de fazer reserva de hospedagens.

Depois de algumas bolas fora por parte dos anfitriões pelo mundo, o site enviou um comunicado a toda sua comunidade de usuários nesse sábado, dia 29, radicalizando o assunto (com razão) e alterando suas políticas de uso, através do Compromisso da Comunidade do Airbnb.

Airbnb radicaliza e muda suas políticas para evitar discriminação e preconceito contra os LGBTs

Airbnb radicaliza e muda suas políticas para evitar discriminação e preconceito contra os LGBTs

No comunicado, a empresa informa que a partir de amanhã, 1º de novembro, todos os usuários devem tratar “todas as pessoas da comunidade Airbnb com respeito e sem julgamento ou preconceito, independentemente de raça, religião, nacionalidade, etnia, deficiência, sexo, identidade de gênero, orientação sexual ou idade”. A partir dessa data, um aviso será exibido quando os usuários se logarem pelo site ou pelo aplicativo para tablet e celular e o usuário deve aceitar os novos termos para continuar navegando.

Caso o usuário discorde recuse esse compromisso, ele não conseguirá mais fazer reservas ou hospedar pessoas com o Airbnb. O site avisa: “Você terá a opção de cancelar sua conta, mas todas as suas reservas futuras serão canceladas nesse caso. Você ainda poderá navegar pelo Airbnb, mas não poderá fazer reservas ou receber hóspedes”. E eles assinam o e-mail da maneira mais fofa: “Enviado com ♥ pelo Airbnb”.

Cachorrinho gay do Dropbox e Air BnB marcando presença - Foto: Paulinho Basile

Cachorrinho gay do Dropbox e Air BnB marcando presença – Foto: Paulinho Basile

O site Airbnb vinha sofrendo com denúncias de discriminação e crimes de ódio que mancharam sua imagem, mesmo com a participação em Paradas LGBT pelo mundo, como aconteceu na Dublin Pride, por exemplo. Nesse gap, surgiu um concorrente de nicho, o misterb&b, focado em hospedagens gay-friendly.

Isso fez com que o site se movimentasse ainda mais e pusesse de fato um ponto final nessa história. A reação demorou, mas chegou.

E, agora, que ótimo é ter mais opções de hospedagem gay-friendly pelo mundo, né?

 

>> Acompanhe o Viaja Bi!: Instagram, YouTube, Snap (👻rafaleick 👻viajabi), Facebook e Twitter.

Tem alguma outra dicas sobre Airbnb? Deixe nos comentários pra ajudar outros viajantes!

Hospedagem | Seguro Viagem | Câmbio | Aluguel de carro

Compartilhe:
Tags:

Sobre Rafael Leick

Rafael Leick

É o idealizador do Viaja Bi!, Viagem Primata e ExploraSampa e o Diretor de Turismo da Câmara de Comércio LGBT Brasileira. Escreve sobre viagem e turismo desde 2009. Comunicólogo, publicitário e blogueiro e palestrante internacional, morou em Londres, mora em São Paulo e já conheceu 23 países. É pai do Lupin, o Golden Retriever mais lindo. Todos os posts do Rafael.

  • Website
  • Google+
  • Pinterest
  • Instagram
  • LinkedIn
  • Email

Comentar

Use a caixa de comentários para tirar dúvidas, assim você ajuda outros viajantes a lacrar pelo mundo. Sugestões, críticas construtivas e elogios também são bem-vindos. Os campos marcados são obrigatórios.*