31 de outubro de 2016

Airbnb radicaliza suas políticas para evitar discriminação

O Airbnb se levantou a favor da comunidade LGBT e alterou suas políticas para evitar discriminação e preconceito! O site de reservas de casas e quartos de pessoas locais é, hoje, uma das formas mais comuns de fazer reserva de hospedagens.

Depois de algumas bolas fora por parte dos anfitriões pelo mundo, o site enviou um comunicado a toda sua comunidade de usuários nesse sábado, dia 29, radicalizando o assunto (com razão) e alterando suas políticas de uso, através do Compromisso da Comunidade do Airbnb.

Airbnb radicaliza e muda suas políticas para evitar discriminação e preconceito contra os LGBTs

Airbnb radicaliza e muda suas políticas para evitar discriminação e preconceito contra os LGBTs

No comunicado, a empresa informa que a partir de amanhã, 1º de novembro, todos os usuários devem tratar “todas as pessoas da comunidade Airbnb com respeito e sem julgamento ou preconceito, independentemente de raça, religião, nacionalidade, etnia, deficiência, sexo, identidade de gênero, orientação sexual ou idade”. A partir dessa data, um aviso será exibido quando os usuários se logarem pelo site ou pelo aplicativo para tablet e celular e o usuário deve aceitar os novos termos para continuar navegando.

Caso o usuário discorde recuse esse compromisso, ele não conseguirá mais fazer reservas ou hospedar pessoas com o Airbnb. O site avisa: “Você terá a opção de cancelar sua conta, mas todas as suas reservas futuras serão canceladas nesse caso. Você ainda poderá navegar pelo Airbnb, mas não poderá fazer reservas ou receber hóspedes”. E eles assinam o e-mail da maneira mais fofa: “Enviado com ♥ pelo Airbnb”.

Cachorrinho gay do Dropbox e Air BnB marcando presença - Foto: Paulinho Basile

Cachorrinho gay do Dropbox e Air BnB marcando presença – Foto: Paulinho Basile

O site Airbnb vinha sofrendo com denúncias de discriminação e crimes de ódio que mancharam sua imagem, mesmo com a participação em Paradas LGBT pelo mundo, como aconteceu na Dublin Pride, por exemplo. Nesse gap, surgiu um concorrente de nicho, o misterb&b, focado em hospedagens gay-friendly.

Isso fez com que o site se movimentasse ainda mais e pusesse de fato um ponto final nessa história. A reação demorou, mas chegou.

E, agora, que ótimo é ter mais opções de hospedagem gay-friendly pelo mundo, né?

 

>> Acompanhe o Viaja Bi!: Instagram, YouTube, Snap (👻rafaleick 👻viajabi), Facebook e Twitter.

Tem alguma outra dicas sobre Airbnb? Deixe nos comentários pra ajudar outros viajantes!

Hospedagem | Seguro Viagem | Câmbio | Aluguel de carro

Compartilhe:
Tags:

Sobre Rafael Leick

Rafael Leick

Publicitário e blogueiro, foi palestrante em seminários internacionais no Peru, a convite dos órgãos de turismo locais, falando sobre planejamento de comunicação e diversidade, com foco na temática LGBT. Morou em Londres e, aos 31 anos, conhece 23 países. Escreve para o Viaja Bi!, Viagem Primata e ExploraSampa. Todos os posts do Rafael.

  • Website
  • Google+
  • Instagram
  • Email

Comentar

Ut tellus dolor, dapibus eget, elementum vel, cursus eleifend, elit. Aenean auctor wisi et urna. Aliquam erat volutpat. Duis ac turpis. Integer rutrum ante eu lacus. Required fields are marked*